El Salvador adota Bitcoin como moeda oficial. Saiba quanto Western Union e MoneyGram perdem

El Salvador adota Bitcoin como moeda oficial. Saiba quanto Western Union e MoneyGram perdem

MomentoTech.Online

El Salvador está agora em seu terceiro dia com o bitcoin com curso legal no país. Houveram vários testemunhos de como a lei funcionou até agora. Com residentes postando evidências da facilidade de se gastar bitcoin no país desde a implantação. As lojas também implementaram pagamentos de bitcoin no país. Com empresas como McDonald's e Starbucks agora aceitando pagamentos de bitcoin em El Salvador.

Um aspecto que ainda não foi abordado é como a implementação afetará os serviços de remessa existentes no país. As remessas foram um grande ponto para o argumento da adoção do bitcoin no país. Foi explicado que enviar dinheiro do exterior para El Salvador era mais barato com bitcoin. E agora que funciona como uma moeda com curso legal no país, é importante ver como isso afetará empresas existentes como a Western Union e a MoneyGram.

(continua após links rápidos)

Leia outros artigos do Momento Tech: 

 

Bitcoin é uma excelente maneira de fazer remessas

Países menores como El Salvador devem uma porcentagem significativa de sua economia às remessas. Estima-se que só em 2020 as remessas de cidadãos do exterior representaram 23% do produto interno bruto do país. Tornando-se um grande contribuinte econômico do país. Só as remessas em 2020 somaram US$ 6 bilhões, dos quais os serviços de remessa usados para enviar esse dinheiro recebem uma porcentagem como taxas.

Com o bitcoin, porém, o intermediário, neste caso, a Western Union e similares, são completamente removidos do processo. Os fundos enviados vão diretamente para o destinatário, sem a necessidade de uma taxa de processamento para terceiros. Estima-se que essas empresas de remessas deverão perder cerca de US$ 400 milhões por ano quando as remessas forem encaminhadas por meio do bitcoin.

Não se pode subestimar a importância das remessas para o estado-nação de El Salvador, razão pela qual o setor de remessas está crescendo no país. Com aproximadamente 70% de sua população recebendo pagamentos de remessas do exterior, os pagamentos de bitcoin economizarão aos cidadãos milhões de dólares em comissões pagas a serviços de remessas de terceiros.

Usando criptografia em El Salvador

O primeiro dia da implementação oficial do bitcoin como moeda corrente no país foi apelidado de “Dia do Bitcoin” pelo presidente Nayib Bukele. Em compaixão pelo evento histórico, o país de El Salvador comprou 150 bitcoins adicionais, elevando seu total de bitcoins para 550 moedas.

Um usuário do Twitter conhecido como Bart Mol utilizou a plataforma para mostrar como estava indo o “Bitcoin Day”. Mol postou atualizações com fotos e vídeos para mostrar como a implementação foi recebida pelos cidadãos. A maioria dos cidadãos parece concordar com isso. Mas houve pequenos protestos em todo o país contra a implementação.

Outros problemas incluíam a carteira de criptografia emitida pelo governo, Chivo, que não funcionava corretamente. E os caixas eletrônicos com bitcoins estavam sem moedas, o que tornava impossível para as pessoas gastarem seus bitcoins. Mas os pagamentos feitos na Rede Lightning tiveram o maior sucesso. Mol postou que tinha conseguido pagar uma pizza na Pizza Hut por uma pequena taxa.

 



Apesar dos problemas encontrados no primeiro dia, o mundo ainda olha com ansiedade para El Salvador. O uso de criptografia como moeda oficial é um evento importante. E como Mol disse: “Este é o futuro”.

Esse artigo foi interessante para você? Então por favor considere participar do nosso grupo de e-mail para sempre receber nossas notificações, ofertas exclusivas e artigos especiais de forma completamente gratuita. Seus dados não serão vendidos para terceiros e também não praticamos Spam.

 

Leia outros artigos do Momento Tech: